A PAR é uma plataforma de organizações da sociedade civil portuguesa, para apoio aos refugiados, na presente crise humanitária.

Está em curso a maior crise de refugiados desde a IIº Guerra, situação de uma enorme complexidade, para a qual não existe uma resposta simples, nem uma solução isenta de riscos e efeitos perversos.

Há a noção da urgência da ação humanitária, que pede uma resposta imediata de acolhimento aos refugiados, sem ignorar as intervenções com impacto a médio-longo prazo, como a estabilização política, económica e social das zonas de crise.

Depoimentos sobre a PAR

"Quero um país de que possa fazer parte, um país ao qual possa pertencer. Uma cultura, uma civilização. Não é pela comida nem pelo dinheiro, é pela liberdade. Pela liberdade de espírito, pela educação. É para poder fazer parte do mundo cívico."

− Refugiado Sírio

Foto: © UNICEF MK 2015 Tomislav Georgiev

NÚMEROS

4.597.436

DE REFUGIADOS QUE FOGEM DA GUERRA

CERCA DE METADE SÃO CRIANÇAS // Desconhece-se o número de refugiados Sírios que atravessaram as fronteiras sem se registarem mas estima-se que sejam algumas centenas de milhares.

12,2

PESSOAS DENTRO DA SÍRIA QUE PRECISAM DE AJUDA HUMANITÁRIA
Destas, 7,6 milhões estão deslocados internamente

14
CRIANÇAS AFETADAS PELA VIOLÊNCIA NA SÍRIA E SUB-REGIÃO
5,6
CRIANÇAS NO INTERIOR DA SÍRIA QUE PRECISAM DE ASSISTÊNCIA HUMANITÁRIA
4,8
PESSOAS QUE VIVEM EM ZONAS DE ACESSO DÍFICIL NO INTERIOR DA SÍRIA

Destas, 2 milhões são crianças

Foto: © UNICEF/UNI195502/Klincarov

http://www.refugiados.pt/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/basic_heart.svg

DESAFIO

Coloca-se o desafio de uma resposta europeia solidária e eficaz que evite os egoísmos nacionais, que não aumente a xenofobia e que seja útil.

http://www.refugiados.pt/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/basic_flag2.svg

PORTUGAL

Portugal está – por enquanto – afastado do centro do problema, podendo ter a tentação de o “ignorar“. Acresce que vive um período eleitoral, com as condicionantes daí decorrentes.

http://www.refugiados.pt/wp-content/themes/salient/css/fonts/svg/arrows_rotate_dashed.svg

SOCIEDADE CÍVIL

Existem instituições da sociedade civil com vontade, disponibilidade e experiência no acolhimento de refugiados / migrantes que, através de um modelo colaborativo e articulado, poderiam dar um contributo para este desafio, em complementaridade com a ação do Estado.

Notícias

Notícias

Ver mais…
Junho 20, 2016 em Notícias

20 de Junho – Dia Mundial do Refugiado

Estimados membros e voluntários da Plataforma de Apoio aos Refugiados, Celebra-se hoje o Dia Mundial do Refugiado, sob a égide das Nações Unidas. Não quis, enquanto coordenador da PAR, de deixar de vos enviar uma mensagem de agradecimento e de mobilização continuada para esta causa. Ao longo dos últimos meses…

Ler Mais
Junho 17, 2016 em Notícias, Uncategorized

Ban Ki-moon volta a apelar à urgência de acolher quem foge da guerra

“Continuo a insistir na necessidade de assistir e apoiar os sobreviventes de guerra e de garantir as condições adequadas de receção, assim como o acesso ao direito de asilo a todos os que necessitam de proteção internacional“, disse Ban Ki-moon numa declaração à agência de notícias grega AMNA. O secretário-geral…

Ler Mais
Junho 14, 2016 em Notícias, Uncategorized

Música da Márcia a favor da PAR, com o apoio da Comercial

São 11 artistas portugueses e estão juntos num projeto de solidariedade pensado pela Rádio Comercial, no âmbito da sua plataforma Eu Ajudo!. O disco “Passa a Outro e Não ao Mesmo!” acaba de ser anunciado e vai ser editado a 24 de Junho em todas as lojas físicas e digitais,…

Ler Mais
Junho 14, 2016 em Notícias, Uncategorized

ONU procura realojar 170.000 pessoas em 2017

A Organização das Nações Unidas (ONU) vai tentar realojar um recorde de 170 mil refugiados no próximo ano, mais 30.000 pessoas do que tem previsto para este ano. Apesar de os 170 mil refugiados a realojar ser um número recorde, este ainda é pequeno quando comparado com os 1,9 milhões…

Ler Mais

Sobre a PAR

Ver mais…

Como Ajudar

Ver mais…