O acolhimento deve ser realizado por uma instituição. A instituição anfitriã deve ser capaz de garantir, através dos seus recursos e mobilizando os recursos de parceiros disponíveis, os seguintes requisitos: alojamento, alimentação adequada, apoio no acesso à saúde e à educação, aprendizagem do português e a ajuda na integração laboral dos adultos que compuserem o agregado. Deverá ainda formalizar a oferta indicando o perfil da família e a disponibilidade em assinar um protocolo com a PAR para formalização do compromisso.